O vírus que veio da China (parece uma história ...

O vírus que veio da China (parece uma história do Isaac Asimov mas infelizmente não é)

O vírus que veio da China (parece uma história do Isaac Asimov mas infelizmente não é)

espacamento

O vírus que veio da China (parece uma história do Isaac Asimov mas infelizmente não é)

Segunda-feira, 16 de março de 2020

 

Este mês um vírus que veio da China virou o mundo ao contrário e tornou a nossa vida num verdadeiro inferno.

Parece que estamos num filme de ficção científica, daqueles onde aparece um ser que destrói a humanidade num ápice. Só ainda não apareceu o tal herói que vai resolver o problema e sobrepor-se às forças do mal. Os Alemães, os Americanos, os Chineses e os Israelitas estão a competir para ver qual será o herói mais depressa, aquele que descobre a milagrosa vacina que vai matar o vírus. Até lá o mundo está a viver um verdadeiro pesadelo, com consequências imprevisíveis. Ninguém consegue dizer com segurança quanto tempo é que este drama vai durar mas, à partida, todos estamos convictos que a humanidade vai sobreviver e que, o mais tardar, daqui a um ano tudo terá voltado à normalidade.

Mas será que o mundo vai ficar igual depois disto? Outra incógnita.

Pode ser que sim pode ser que não. Infelizmente a história mostra-nos que nem sempre aprendemos com as lições do passado e caímos sistematicamente nos mesmos erros, como se não os tivéssemos vivido antes. Um exemplo paradigmático deste contrassenso é a incapacidade que a Europa tem tido de definir uma estratégia comum quando se depara com calamidades. Foi assim na Primeira Guerra Mundial, foi assim na Segunda, foi assim na Guerra dos Balcãs, tem sido assim na resolução do problema dos imigrantes e volta a ser assim na guerra do coronavírus (já para não irmos mais para trás).

Entretanto vive-se o caos económico e social, milhares de pessoas acabam no desemprego, outras tantas morrem porque não houve meios para as socorrer, muitas empresas abrem falência e lá volta tudo ao princípio, num esforço e sofrimento colossais para milhares de famílias. E a culpa é de quem? Neste caso parece ter sido do vírus que veio da China mas é sobretudo também da incapacidade política de se encontrarem soluções conjuntas que protejam a humanidade. Vivemos literalmente no mundo do salve-se quem puder!

 

peoplewearingmasks

 

Rosário Louro

Diretora-Geral