Dubai: Uma agradável surpresa!

Dubai: Uma agradável surpresa!

Dubai: Uma agradável surpresa!

nada

Dubai: Uma agradável surpresa! 

Quinta-feira, 29 de outubro de 2020

 

Ao longo da minha vida trabalhei muitos destinos turísticos e tive a sorte de visitar outros tantos.

Estive em trânsito várias vezes no aeroporto do Dubai e dizia sempre para mim própria “Da próxima vez faço um stop-over de um dia!”.

No meu subconsciente o Dubai era um destino sem história, construído recentemente com o dinheiro do petróleo, onde só existiam prédios modernos e centros comerciais de última geração. Além disso, sendo uma zona franca para milionários, era caro e inacessível ao comum dos mortais o que servia de desculpa para que a tal visita fosse sistematicamente adiada.

A vida dá muitas voltas e, em plena pandemia, a Jervis ganha a representação do Turismo do Dubai em Portugal. O confinamento impediu-me de fazer a viagem de reconhecimento da praxe no início do contrato e, por isso, fui-me documentando o melhor que pude para poder prestar todos os serviços com o profissionalismo necessário. Embora a curiosidade tenha aumentado, até à semana passada, a ideia base construída ao longo do tempo não se tinha alterado significativamente.

No dia 23 de outubro lá parti finalmente para o Dubai, numa Fam Trip com 10 operadores turísticos portugueses.

A viagem foi apenas de cinco dias mas, como se costuma dizer, “caiu-me literalmente o queixo”.

O Dubai é um destino com uma história surpreendente, que reúne quatro produtos numa combinação única no mundo:

Medium-Old_Dubai_3   Medium-_DSC2937-Edit   

● Centro Histórico;                                    ● Downtown;      

Medium-DJI_0947   Medium-DTCM_D01S07_Camel_C373_1

● Praia;                                                  ● Deserto.

 

Do ponto de vista da paisagem é como se reuníssemos Marraquexe, Nova Iorque, Marbelha e o Sahara no mesmo espaço geográfico, mas numa combinação perfeita. Do ponto de vista cultural é um caso único de reinvenção do ser humano, ainda que num contexto religioso islâmico e muito conservador. E do ponto de vista político é o exemplo acabado de como uma monarquia absoluta merece o aplauso dos habitantes locais e o reconhecimento internacional.

Nos contactos que mantive com “emiratis” e estrangeiros residentes, pude constatar que as pessoas vivem felizes e com uma boa qualidade de vida. Há toda uma geração de Millenials europeus, americanos e asiáticos que encontraram no Dubai oportunidades que os seus países não lhes proporcionam. E não são apenas oportunidades económicas. O clima, o exotismo da cultura e a dinâmica profissional de uma economia pujante são alguns dos atrativos desta sociedade multicultural que, no entanto, conserva valores e tradições ancestrais inalterados.

O meu grande desafio agora vai ser explicar aos portugueses que o Dubai é muito mais do que tudo o que possam ter imaginado. Vamos lá ver se consigo!

 

Nota final: A situação pandémica no Dubai está totalmente controlada. Há que cumprir os protocolos de uso de máscara e distanciamento social, com teste obrigatório sempre que se entra no país, mas o sentimento de segurança é generalizado. Inúmeras famílias dos quatro cantos do mundo optaram por viver no Dubai até que a pandemia passe.

 

Rosário Louro