A minha experiência pela Tailândia!

A minha experiência pela Tailândia!

A minha experiência pela Tailândia!

t

A minha experiência pela Tailândia!

Quinta-feira, 24 de janeiro de 2019

 

A Tailândia é uma terra de diversidade deslumbrante e um local de sonho devido a uma herança cultural singular e a inúmeras paisagens de extrema beleza natural. No País dos Sorrisos podemos encontrar notáveis ruínas de antigas cidades, cidades modernas e cosmopolitas como Banguecoque, florestas impressionantes, praias de areia branca, ilhas tropicais inabitadas, e uma série de atrações que fascinam os visitantes. A hospitalidade é uma característica genuína do povo tailandês, que recebe sempre os visitantes com um sorriso de calorosas boas-vindas.

 

São datas importantes o Loy Krathong, em novembro (todos os anos a data varia, celebra-se na noite de lua cheia do 12º mês lunar) e o Festival Songkran (ano novo Tailandês), celebrado de 13 a 15 de abril, e conhecido como o festival da água.

 

Banguecoque é a capital e a cidade mais populosa da Tailândia. Está situada na região Central, na margem esquerda do rio Chao Phraya. Foi considerada a "Melhor Cidade do Mundo" pela revista Travel&Leisure por quatro anos consecutivos, de 2006 a 2010, e tem recolhido inúmeras distinções internacionais.  Entre as atrações mais procuradas destaco o Palácio Real, os templos Wat Phra Kaew, Wat Pho e Wat Arun, a Casa Jim Thompson (um exemplar da arquitetura tradicional tailandesa) e os famosos mercados flutuantes. Sobre os mercadosm aconselho vivamente uma visita ao Klong Lad Mayom ou Tha Kha por serem muito mais tradicionais (e consequentemente menos turísticos) que o Damnoan Saduak. Outro mercado a não perder é Ko Kret, um mercado que é uma ilha no meio do rio. O Chatuchak Market só acontece ao fim de semana mas enquanto “maior mercado de rua do sudeste Asiático” merece uma visita! Para comprar frutas frescas e outras iguarias sugiro uma visita ao Or Kor Tor. Obrigatória é a visita ao Bairro Chinês, também chamado de Yaowarat.

 

Banguecoque tem imensos centros comerciais. Na minha opinião as marcas "normais" não compensam. Aconselho a visitar o MBK (o paraíso da tecnologia e das coisas baratas) e o Terminal 21 (lojas de várias gamas de preço, sobretudo tailandesas). Não se deve falhar uma visita ao Asiatique (mercado noturno) para compras e jantar (bom restaurante tailandês: Baan Khanutha by the river) e ainda se pode assistir a um espetáculo de Muaythai ao vivo. Dentro do Centro Comercial de luxo Central Embassy há uma zona de restauração que retrata as foodtrucks, mas num ambiente mais sofisticado, chama-se Eat Thai e tem bons preços.

 

Aconselho também um jantar-cruzeiro do Rio Chao Phraya e fazer muitas massagens (há casas de massagem em cada esquina, mas para mim não há melhor que a massagem tailandesa com óleos do The Osasis Spa). Para quem gosta de golfe, a Tailândia é um destino incrível. Há também várias escolas e hotéis com aulas de cozinha, como a Blue Elephant Cooking School.

 

Para beber um copo (skybar): Sirocco (muito turístico), Long Table ou Zoom Sky Bar and Restaurant.

 

Ayutthaya foi a capital da Tailândia durante 400 anos, entre 1350 e 1767, e elevada a Património Mundial da UNESCO em 1981. Localizada a cerca de duas horas de Banguecoque, pode ser facilmente visitada numa excursão de um dia. É giro subir de carro e descer num cruzeiro com almoço. Se quiserem ficar hospedados, aconselho o Sala, que tem um terraço para jantar com uma vista incrível sobre o rio e um parque histórico. Visita obrigatória: Palácio de Verão, onde podem até levar um livro e um piquenique e passar uma tarde tranquila.

 

Kanchanaburi é também uma zona histórica ligada à segunda Guerra Mundial. É nesta província que podem encontrar a Ponte sobre o Rio Kwai. A viagem de Banguecoque para Kanchanaburi pode ser feita de comboio, mas eu fiz sempre em carrinhas privadas. O The Float House River Kwai é um hotel flutuante incrível mas há mais. Foi em Kanchanaburi que visitei e tomei banho nas cascatas mais incríveis de sempre: Huay Mae Khamin Waterfalls.

 

Kho Samui é conhecida como a Pérola do Mar da China é uma ilha do golfo da Tailândia. Rica em recursos naturais tornou-se famosa pelas praias arenosas de areia branca, recifes de coral e fauna marítima. Tem imensa oferta hoteleira e restaurantes. De ferry podem visitar Ko Phangan (conhecida pelas full moon parties) e Koh Tao. Koh Tao é muito recomendado para mergulho.

 

Phuket é o destino turístico de praia mais famoso da Tailândia, combinando praias com uma beleza natural ímpar com alojamento hoteleiro de excelência e uma enorme diversidade de atrações turísticas. As zonas da Laguna e de Mai Khao são muito tranquilas e com praias incríveis. Ficam perto do aeroporto e longe das zonas mais movimentadas. Em todo o caso para quem procura alguma animação pode visitar facilmente Kata ou Patong. Uma grande vantagem de Phuket é o aeroporto internacional que permite aos visitantes regressarem à Europa sem ter que passar por Banguecoque.

 

Aconselho vivamente uma visita ao Big Buddha Temple porque, embora ainda esteja em construção (aguarda donações dos fieis e turistas), tem uma vista incrível sobre a ilha de Phuket e em dias de céu limpo ainda é possível avistar as Phi Phi. Caso pretenda visitar um templo mais tradicional, sugiro Wat Chalong. Phuket Town e as suas casas chino-portuguesas também merecem uma visita. Para além da ligação histórica a Portugal, vão encontrar muitos cafés e restaurantes. Ao domingo acontece o Sunday Night Market com muita street food e algum artesanato local.

 

Se quiserem visitar um campo/retiro de elefantes aconselho o Elephant Retirement Park. 

 

Krabi localiza-se a cerca de duas horas e meia de Phuket e é procurado por quem pretende umas férias mais calmas. Ao Nang e Railay Beach são as zonas mais movimentadas. Se quiserem visitar um camporetiro de elefantes aconselho o Krabi Elephant House Sanctuary

 

As famosas ilhas Phi Phi, onde foi gravado o filme “A Praia” podem ser visitadas de ferry, a partir de Krabi ou de Phuket. Para dormir nas Phi Phi Don, a minha sugestão é Zeavola (um hotel inserido na natureza, que pode não ser a gosto de toda a gente). Um alternativa “mais citadina” é o Holiday Inn. É nesta ilha que se situa a Monkey Beach e a Nui Rock. Nas Phi Phi Lee, fica a Pileh Lagoon e Maya Bay.

 

Para viagens entre ilhas em transfers públicos podem visitar Phuket Ferry

 

Nas ilhas e em Krabi podem fazer desportos náuticos, mergulho, snorkling, entre outros.

 

No Norte (Chiang Rai, Chiang Mai e Mae Hong Song) a minha grande recomendação é que vejam os episódios da Volta ao Mundo:

 

O artigo publicado na revista de abril online pode ser lido aqui e se quiserem visitar um campo/retiro de elefantes aconselho o Elephant Nature Park

 

Em viagem de turismo à Tailândia, os cidadãos portugueses têm de levar o Passaporte Individual com validade mínima de seis meses e visto, apenas para estadias superiores a 30 dias, que poderão adquirir junto da embaixada do Reino da Tailândia. O viajante que não seja cidadão português deverá informar-se junto da Embaixada sobre as condições de entrada.

 

A corrente elétrica é de 220 volts (semelhante a Portugal) em todo o país.

 

Aconselho ainda que levem um seguro de viagem. Os cuidados de saúde na Tailândia são bons e nos principais hospitais (privados e públicos) o atendimento é feito facilmente em inglês. 

 

Para mais informações visitem:

 

Boa viagem!

 

Isa Martins