Era uma vez uma pandemia que nos obrigou a ser ...

Era uma vez uma pandemia que nos obrigou a ser criativos!

Era uma vez uma pandemia que nos obrigou a ser criativos!

espacamento

Mais um ano que acaba em teletrabalho, sempre com o barulho das ambulâncias em pano de fundo.

Ainda não foi desta que nos vimos livres da maldita pandemia, embora, em boa verdade, o contexto pandémico seja incomparavelmente menos grave do que o do ano passado.

Já todos aprendemos a conviver com o terror de ser infetados (que remédio) e lá vamos conseguindo organizar o nosso dia a dia dentro da normalidade possível.

Na Jervis temos optado por manter teletrabalho em tempo parcial - 3 dias no escritório e 2 dias em casa.

Ganhamos autonomia e distanciamento social ao mesmo tempo que não perdemos o espírito de grupo.

Este modelo tem-se revelado eficaz e parece agradar a todos.

Assim continuaremos no próximo ano.

 

Foi um ano de trabalho normal?

Foi quase normal.

Mais uma vez não organizámos a Feira das Viagens, tivemos que cancelar Fam trips e Press Trips e não pudemos participar na BTL e nos Especialistas, que fazem parte da nossa rotina anual.

Mas focámo-nos muito no digital, procurámos usar o espaço televisivo, reforçámos a colaboração com influencers e apostámos em formatos de comunicação inovadores, recorrendo regularmente a ferramentas como o whatsapp ou os webinares, que entraram definitivamente no nosso dia a dia.

Para quem trabalha em comunicação o tempo que estamos a viver obriga-nos a ser muito mais criativos e a encontrar novos caminhos que se calhar estariam ainda em banho maria se não houvesse pandemia.

 

Os resultados foram positivos?

Foram e estamos contentes com a nossa performance.

O caminho que trilhámos contribuiu para reforçarmos os laços com clientes e abriu-nos novas oportunidades de negócio, que se têm revelado compensadoras.

Estamos conscientes que vamos continuar a viver em clima de adversidade, mas entramos em 2022 com um otimismo moderado e a firme esperança no futuro.

Bem hajam a todos os que confiaram em nós nestes tempos tão atípicos.

Continuaremos a dar o nosso melhor para merecer a vossa confiança.

 

Bom ano e até breve

 

Rosário Louro